Make your own free website on Tripod.com

Home

Bóia Cross | Tirolesa | Caving | Trekker Trek | Escalada/Montanhismo | Mountain - Biking | Rapel | Canyoning | Asa Delta | Paragliding | Sobre a Cidade | Trekking / Trilhas | Off-Road
ANDRADAS - Point dos Esportes Radicais
Asa Delta

asadelta.jpg

HISTÓRICO

Há mais de 25 anos o Vôo Livre vem colorindo os céus do Brasil. Tudo começou quando em Julho de 1974 um piloto francês fez um vôo do alto do Corcovado no Rio de Janeiro. O feito chamou a atenção de muitas pessoas, inclusive interessados em aprender a arte de voar, nesse ínterim Luiz Cláudio foi o primeiro piloto brasileiro a voar.
Em Dezembro de 75, foi fundada então a ABVL (Associação Brasileira de Vôo Livre) com o intuito de controlar o acesso à rampa de Vôo Livre, que acabou sendo definitivamente cedida aos pilotos e utilizada até hoje.
Atualmente o Vôo Livre evoluiu bastante e os equipamentos "experimentais" do passado, deram lugar a asas modernas, projetadas por engenheiros aeronáuticos. Alguns modelos de competição chegam à custar mais de 10.000 dólares.

A asa delta, é sub-dividida em duas classes: a classe 1 e a classe 2.
Na classe 1 - ou classe de asas flexíveis - se encontra a tradicional asa delta já conhecida por todos. Ela é constituída de tubos de alumínio e dacron, uma espécie de nylon semelhante ao usado na confecção da vela de barcos. O comando da asa flexível, é dado pelo deslocamento de peso do piloto, ou seja, o piloto se conecta à asa através do "bullet", ficando pendurado no centro de gravidade da asa. Quando ele joga o corpo para a direita a asa vira para direita e vice e versa. Quando o piloto projeta o corpo para frente ele acelera a asa e quando joga para trás ele diminui a velocidade da asa
A classe 2 - ou classe das asas rígidas - é uma categoria bem mais recente e a ela pertencem, como o nome já sugere, as asas com estrutura rígida. Essas asas têm sua estrutura toda construída em fibra de carbono tendo seu bordo de ataque completamente rígido, proporcionando um perfil bem mais aerodinâmico. Seu comando é aerodinâmico, como nos aviões, e é feito através de flaps e ailerons. Estes comandos são acionados através de movimentos semelhantes aos do comando da asa flexível. Essa tipo de comando exige muito menos esforço dos pilotos, e foi projetado com essa semelhança, com o objetivo de facilitar a adaptação dos pilotos ao novo tipo de asa.

picodogaviao1.jpg

VÔO EM ANDRADAS

O Pico do Gavião é hoje um dos melhores locais do Brasil para a prática do Vôo Livre, tanto de Asa-Delta como de Paraglider, talvez um dos melhores locais do mundo. Por aqui já passaram pilotos campeões mundiais e brasileiros
O Pico do Gavião também é citado no Brasil como a "Meca do Vôo Livre", pelas condições de vôo que apresenta e também pela malha viária que possibilita um fácil resgate em todas as direções, facilitando os vôos de muitos kms.
Estes dados são extremamente valiosos se contarmos o tempo decorrido. O Vôo Livre existe em Andradas há poucos anos. Em comparação com outros Sítios de Vôo, que existem há mais de 15 anos, este é um recorde absoluto.

Para saber mais sobre o esporte