Make your own free website on Tripod.com

Home

Bóia Cross | Tirolesa | Caving | Trekker Trek | Escalada/Montanhismo | Mountain - Biking | Rapel | Canyoning | Asa Delta | Paragliding | Sobre a Cidade | Trekking / Trilhas | Off-Road
ANDRADAS - Point dos Esportes Radicais
Off-Road

offroadi.jpg

Meios de locomoção de soldados durante a Segunda Guerra mundial, os jipes foram criados justamente para facilitar travessias em lama, erosões, picadas e outros trechos de acesso mais complicados e que um carro normal não passaria com a mesma facilidade.

Os jipes antigos, hoje objeto de muitos colecionadores, já agregavam tecnologia para o todo-terreno. O primeiro foi fabricado para o Exército americano, em 1941. Em 1942, a fábrica Willys, que fazia os carros para o governo, lançou a marca Jeep.

O sucesso no exterior vem desde a década de 40. Mas a mania off-road, no Brasil, pegou mesmo na década de 80. Começaram os primeiros rallies e, em 1983, foi fundado o Jeep Clube de São Paulo.

Os modelos Willys ainda são bastante utilizados. Mas com a abertura aos produtos importados, no início da década de 90, o mercado de 4x4 viveu um boom. O resultado é um desfile de Toyotas, Suzukis, Land Rovers e Mitsubishis não só pelas estradas, mas pelas ruas do país.

Modalidades
A atividade 4x4 pode ser dividida nas seguintes modalidades:

Indoor Prova de velocidade em um circuito fechado, com obstáculos artificiais curvas, buracos, areia, atoleiros. Lembra um "motocross" para carros.

Rallie Prova de regularidade ou de velocidade em um percurso pré-determinado, com diversos obstáculos naturais e monitorada por postos de controle os PCs. Geralmente, é realizada em trilhas difíceis.

Raid prova mais pesada, onde conta é a velocidade média, por tempo, em determinados trechos.

Expedição Trata-se de um verdadeiro "passeio de aventura", organizado por jipes-clubes ou empresas especializadas, que reúne grupos de jipeiros por roteiros pré-determinados e duração de mais de um dia.

Dicas para praticar Nunca andar sozinho é fundamental. Disposição e espírito de equipe também. Em estradas de terra é sempre bom deixar o automóvel na tração 4x4, para garantir a firmeza e segurança. Mas no caso de asfalto, só se deve andar com tração nas quatro rodas se houver um diferencial central.

Para passar na água, é prudente não acelerar muito, pois a coluna de água na frente do carro pode aumentar.

Na areia, o ideal é manter uma velocidade constante e não parar o veículo, pois isso pode contribuir para um atolamento.

Na lama, evite andar com pneus muito cheios. Também é bom evitar acelerar demais, pois o carro acaba patinando e não pega a tração.

JIPEIRO ECOLÓGICO:

Off-road não é só adrenalina. Apreciar a natureza é um dos principais motivadores da atividade, e os jipeiros vão adquirindo consciência à medida que vão conhecendo nas trilhas.

Algumas dicas para o jipeiro "ecologicamente correto":

Cuidado com o lixo. Guarde sempre garrafas, plásticos e alimentos no próprio veículo.

Ao procurar uma trilha nova, peça autorização ao proprietário para entrar nela e verifique se não faz parte de uma unidade de conservação e proteção ambiental.

O tipo de pneu faz a diferença. Pneus de trator, por exemplo, contribuem para a erosão de uma trilha.

Na hora do resgate de um automóvel, cuidado com o local onde você vai amarrar o cabo. Se for uma samambaia em extinção, você estará contribuindo para isso.

A organização de passeios e competições através de jipes clubes pode incluir desde a arrecadação de alimentos para populações carentes até a perda de pontos de competidores que cometerem agressões. São medidas válidas, e que todas as organizações poderiam fazer sempre.

Viajar no estilo off-road significa passar por lugares pouco freqüentados, onde também pode haver os mais diversos tipos de agressões ao meio ambiente. Exerça o seu direito de cidadania e denuncie e critique quando for preciso, aos órgãos federais e locais como Instituto Florestal, Ibama e ongs.

offroad.jpg